Emergência sanitária acabou, mas a tirania continua

A emergência sanitária no Brasil teve fim em abril. Foi anunciada em pronunciamento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e recebida com alegria pelos brasileiros, mas nem todos os prefeitos, gestores de órgãos públicos, reitores de universidades, promotores de justiça e diretores de escola entenderam que já podíamos voltar a circular como antes, ainda que seguindo alguns cuidados.